terça-feira, 24 de abril de 2012

Pérolas do twitter de Angela Birmarchi


Deu no New York Times


Por Hugo Stozin

Revelado o real motivo da ascensão meteórica na carreira de funcionária do jornal New York Times.

Sarah Legsopen, que já produziu matérias no Brasil, chamava a atenção dos colegas de trabalho pela rapidez com que conseguiu obter promoções no jornal. Em apenas dois anos, passou de estagiária para trainee, depois para repórter, editora e chefe do Núcleo de Reportagem.

No New York Times, despertou a curiosidade de uns e a inveja de outros. Um grupo de jornalistas, insatisfeito com a falta de reconhecimento, apurou os fatos e realizou uma investigação jornalística interna. Em poucos dias, descobriram que Legsopen havia transado com todos os chefes, incluindo mulheres, desde sua entrada na empresa. Coincidentemente, as datas dos plantões noturnos da chefe de Reportagem eram as anteriores às promoções.

Apesar da polêmica, a jornalista não foi demitida após a revelação do caso ao presidente do jornal. Estranhamente, ele parece não se importar com o fato de ela ter dado no New York Times e tem se reunido constantemente a portas fechadas para discutir o assunto com Legsopen. O assunto não é comentado externamente.

Sarah esteve no Brasil para fazer algumas reportagens sobre o cantor Jorge Benjor.











Jogo dos 8 erros

Mentira


Vamos falar a verdade: a mentira é essencial. E os hipócritas, quando demonizam a mentira, claro, estão apenas mentindo. Uma atitude paradoxal que só reforça a verdadeira importância do mentir.

A mentira é tão necessária que existe uma profissão especializada nela. O advogado, que é pago para mentir pelos outros. E ganha a causa quem mentir melhor.


- Nãoooo. O Sr. Diógenes Torres, meu cliente, não quis de jeito algum sonegar. Ele vendeu seus produtos sem nota fiscal para que os consumidores tivessem um preço muito mais acessível, de acordo com o orçamento familiar deles. Um planejamento econômico-social que diminui a inadimplência, estimula o consumo, melhora a economia e gera ainda mais empregos para o nosso país.
E você sai convencido a comprar sem nota na rede de lojas de Sr. Diógenes Torres. E quem sabe até votar nele numa eventual eleição.
Além da empresa, a mentira também já salvou o emprego de alguns funcionários do Sr. Diógenes Torres.
- Serginho, e o relatório que te pedi semana passada, já tá pronto?
- Faltam só alguns detalhes...
E Serginho volta para a mesa, tentando lembrar que relatório, Meu Deus, que relatório era esse.

Em nome da ética, você também mente. Não vai querer ser chamado de dedo-duro.

- Pelo que você viu, o relatório do Serginho está ficando realmente dentro dos nossos padrões?

- O Serginho está preparando isso desde segunda. Acredito que vai ficar óóó... Mui-to Bom!

E você volta para a mesa, xingando o filho da puta do seu amigo Serginho, e o ajuda a terminar um relatório que ninguém sabe exatamente o que era.

Ver no final que sua mentira acabou dando certo é um prazer. Dizem que só existe prazer maior no sexo. Mas o sexo geralmente resulta de mentiras.


- Vem cá, vem! Eu largo tudo por você! (Mentira!)- Ahhhhh! É melhor parar! (Mentira!) A gente está no meio do estacionamento do shopping.- Vem cá, vem cá! Não tem ninguém olhando” (Mentira!)


Há as câmeras de segurança, provavelmente os seguranças que monitoram as câmeras, e os milhões de internautas que vão acessar o youtube no dia seguinte.

Lembrando também que o sexo, normalmente, termina com uma mentira. Ou você acha que é tão bom quanto os gritos que ela dá?


Melhor eu ir terminando esse texto por aqui. Mentira tem limite!

Confirmado: Babi do Pânico vai sair raspadinha na Playboy